Rua Apinagés, 1861, Sumaré – São Paulo/SP

O Caminho – Depoimentos

A vida tem significado quando o encontro que você sempre esperou acontece e você não tem palavras para tamanha gratidão a Eles e ao seu mais profundo ser que tornou tudo isto possível. 

 

Ana Paula Chaves

No primeiro dia que entrei no Gompa, no início de 2005, sentei em posição de lótus e comecei a recitar os Mantras e fazer os Mudras, a conexão e o despertar da mente sutil, foi imediata, como se eu já soubesse falar Tibetano e Sânscrito.

Carlos Alberto Lourenço

Eu venho conseguindo perceber os meus venenos mentais e bem aos poucos vem ocorrendo uma mudança positiva em relação ao meu agir quando há a tentativa de responder da forma que antes era habitual quando era atacada pelos meus venenos mentais.

Nasmia el Kadre

Eu nasci em 1963, ano em que Lama Gangchen Rinpoche saiu do Tibete pelo Sikkin. Sempre consegui ouvir e guardar algum ensinamento, mesmo que uma frase, que ao longo de meu dia a dia aprendi a colocar em prática e até hoje auxilia na minha mudança interna. Com Lama Michel  organizo minha mente atenta para minhas visões errôneas e enganos como também para minhas qualidades e compromissos, sempre gravando ensinamentos preciosos que nos direcionam a cada momento. Lama Caroline, que maravilha de conexão, onde temos dois Tulkus e uma maravilhosa professora nos ensina o tantra com total alegria, paixão e compaixão. Com Ela aprendi tudo o que sei de tantra e do sistema NgalSo. Com Lama Michel aprofundo o que Ela já havia transmitido e mergulho nos sutras e textos de nossa tradição. É uma vida totalmente significativa onde vamos ficando com a mente cada vez mais clara, honesta com nossos sentimentos e emoções e cada dia um pouco mais capazes de controlar nossa mente negativa e nos direcionar para nossa bondade e alegria.

Monica Miguez Guimarães

Tenho muitas passagens boas e ruins como é normal em todas as comunidades feitas com relações humanas, pois creio que isso é que faz Florescer o amor verdadeiro e a confiança. Sempre serei extremamente grata a tudo que os Lamas, o Dharma e a Sangha tem me proporcionado. Tashi delek!

Ana Cristina Koda

Fundação Lama Gangchen Para a Cultura De Paz , mais uma vez, o Rinpoche se mostrou um ser avante do seu tempo, tanto nas questões ligadas `a Amazônia quanto de uma maneira mais universal, através do ensinamento da cultura de paz, que nada mais é que a “não violência”. A “não violência” como forma de a resolução das diferenças, dos conflitos e dos problemas.

Debora Tabacof

Desde 2011 foram muitos momentos preciosos e de forte aprendizado. Mas o “milagre” mesmo acontece diariamente, ao percebermos que diante de momentos difíceis não estamos sozinhos. Trouxe o Guru para o meu coração e me sinto amparada. Sonhei com Lama Gangchen, foi tão real a presença dele, que me inundou de paz, me  sinto profundamente afortunada por ter mestres como Eles.

Rosana da Cruz Sousa

São conhecimentos que sustentam meu bem estar como ser no mundo e incrementam minha capacidade de conviver com os outros e ajudá-los

Silvia Friedman

A Paz interna é a base mais sólida para a Paz mundial”, essa frase e tudo que ela representa deram sentido para minha vida, pessoal, familiar, profissional.

Os ensinamentos de 1994/1995 sobre educação não-formal e o cultivo da paz interior, mudaram a minha vida, e possibilitaram que eu construísse uma família pautada nesses valores.

…mudei minha vida profissional, de dentista para terapeuta familiar, por entender que poderia ajudar as famílias nessa possibilidade de viver em harmonia e paz

Simone Bambini Negozio

Minha vida se alinhou desde que conheci Lama Gangchen. Meu trabalho só expandiu dentro da espiritualidade e tudo começou a fazer mais sentido para mim.

Cláudia Proushan

Pudemos ver a mudança em todos. Passamos a conversar sobre o que aprendemos e analisar nossas atitudes do dia-a-dia a luz dos ensinamentos. Isso trouxe mais serenidade e atenção, mudando a forma de nos relacionarmos com o mundo e nos ajudando a compreender as ações das pessoas ao nosso redor.

Guilherme Pinheiro

As experiências mais marcantes foram em sonhos, com Lama Michel dando aulas para multidões de milhões de pessoas, mas meu preferido foi ver Lama Gangchen pular e nadar em um lago com cachoeira de águas cristalinas, e após o mergulho eu via apenas um borrão nas cores do arco-íris se movendo embaixo d`água. O arco-íris dançava submerso, até o momento que saiu da água e se manifestou como o corpo do Rinpoche novamente. O mais importante para mim é saber que ambos são meus mestres e estão em meu coração todas as vezes que lembro ao longo do dia. Isso me faz sentir afortunado e confiante de que encontrei o caminho que busquei toda a vida.

Gabriel Barboza

Numa busca quase terapêutica, tentava achar algo que ajudasse a diminuir o sofrimento que era a minha relação com o mundo. Qualquer situação com a qual lidar eu identificava como um “problema”. A violência permeava minha vida em muitas de suas formas, vindo de mim, atingindo a pessoas que amava e que desconhecia. A depressão com que convivia já fazia anos, se manifestava em crises frequentes e severas.

Depois de 20 anos me dedicando a uma carreira profissional/caminho de vida, ponderei deixar aquela via. Após conversa com Lama Michel, tive clareza das prioridades que devo ter nas minhas experiências, nas minhas oportunidades. 20 anos dedicado a um caminho que não me trouxeram nem uma parcela do que 4 anos de aproximação com o Dharma me propiciaram em termos de felicidade, lucidez e transformação.

Bartolomeo Gelpi

O caminho da autotransformação nem sempre é tão prazeroso, mas os ensinamentos nos fortalecem e nos ajudam na caminhada. E recebê-los diretamente de mestres como Lama Michel é de uma fortuna e nos traz a segurança que este é o verdadeiro caminho.

Rosana da Cruz Sousa

Sinto o fortalecimento da minha conexão com o Dharma e os mestres, um gradual amansamento do meu ser, uma gradual abertura do coração aos outros seres e ao mundo ao redor. Para mim o caminho não tem sido nada fácil, porque o tantra nos induz a acessar camadas muito profundas e difíceis de nós mesmos, o que às vezes pode ser bem penoso. Mas as conquistas que ele proporciona valem todo e qualquer esforço e sacrifício. É, de fato, um caminho sem volta de evolução.

Paulo Busse

Foi uma grande sensação de ter “colocado a última peça no quebra-cabeça”, isto é, de me sentir completa, o mais importante foi experienciar uma verdadeira transformação interna, esse sim foi o fato que me fez e me faz continuar até hoje.

Ana Lucia Moreira

Ao longo desses 12 anos de experiência, convivo e estudo as práticas com Lama Gangchen e Lama Michel, só tenho a agradecer todo carinho. Com Lama Gangchen tenho uma relação forte, meu Guru, com quem tomei refúgio e sempre nas práticas encontro aquele olhar que me cativa. Com Lama Michel sempre tivemos mais oportunidades de convívio, ele abençoou meu filho caçula, Francisco, que nasceu no mesmo ano que o pai foi para o Tibet, nos ajudou a montar um grupo de autocura em Campinas onde tínhamos um espaço de Saúde, trabalhávamos com Reiki e aulas de pilate. Durante três anos Lama Michel nos ensinou através de palestras no Sesc de Campinas e em uma dessas vezes ele deu uma bênção nesse local ao conhecer nossa sala de Reiki e de práticas. Sou muito grata por ter conhecido o Centro de Dharma, e nossos amados Gurus. Gratidão Tashi Delek!  

Tatiana Tulha

O que me encanta no Dharma? Admiro a fluência em diferem línguas, o raciocínio e o encadeamento lógico do Lama Michel, bem como doçura da Lama Caroline a quem já conheço desde a década de 90 e adoro o carinho e o bom humor do Lama Gangchen. Achei minha turma na Sangha. Precisa-se de mais? 

Therezinha Souza Baptista

Foi uma grande mudança no meu caminho. A medida em que compreendia alguns ensinamentos recebidos, comecei a mudar minhas atitudes e com isso mudei o rumo de minha vida

Joacyr Gaspareto Filho

Eu me lembro de o mundo parar em volta de mim ao ouvir os ensinamentos, extremamente emocionada.

Fernanda Burmeister de Campos Pires

Me sinto mais consciente das minhas ações e de seus resultados, e consequentemente da minha responsabilidade, dos meus potenciais e daquilo que ainda devo aprender e aperfeiçoar.

Flávia Lemos Aguiar

Voltar para Biografias NgalSo

X